Sport

Sport: Relembre as polêmicas da carreira de Everton Felipe, que anuncia aposentadoria aos 26 anos

"Juvenil" marcou história no Clássico das Multidões dentro e fora de campo

Imagem do autor
Cadastrado por

Victor Peixoto

Publicado em 05/06/2024 às 17:29
Notícia

Chega ao fim, de forma precoce, a carreira de uma das grandes promessas do futebol pernambucano.

Aos 26 anos, o ex-atacante do SportEverton Felipe anunciou a aposentadoria após dois anos de inatividade devido a uma grave lesão no joelho sofrida em 2022, em sua segunda passagem pela Ilha do Retiro.

Apesar de curta, a carreira do "Juvenil" foi marcante, seja pelo seu desempenho em campo, seja pelas declarações fora ou à beira dele.

Além das recentes críticas ao Sport, a quem acusa de "negligência" no tratamento da lesão citada anteriormente, Everton Felipe foi figura marcante nos clássicos estaduais, principalmente contra o Santa Cruz, a quem, recorrentemente, provocava em época de Clássico das Multidões.

Relembre, a seguir, as principais polêmicas do ex-rubro-negro contra o rival:

Semifinal da Copa do Nordeste 2017: Resposta a Pitbull, gol, classificação e provocação no Arruda

Um dos momentos mais marcantes da carreira de Everton Felipe certamente foi na heroica virada do Sport sobre o Santa Cruz, no Arruda, na semifinal da Copa do Nordeste 2017, talvez o principal confronto entre os rivais na história da competição.

No jogo da ida, na Ilha do Retiro, o Santa havia levado a melhor ao vencer por 2 x 1, com gols de Léo Costa e Halef Pitbull, grande personagem do jogo, não apenas pelo gol marcado, mas pela comemoração polêmica, dando tapas no escudo do Sport.

O episódio esquentou ainda mais os ânimos de um dos maiores clássicos do futebol brasileiro e a semana foi recheada de polêmicas, declarações, tensão e ansiedade, mas que, segundo o próprio Everton Felipe, em entrevista pós-jogo ao, na época Esporte Interativo, também serviu de motivação.

"Pode ter certeza, o que ele fez nos motivou bastante. Aqui é um time de homens. O Sport tem um ambiente muito bom de trabalhar. Não tem ninguém briguinha, cada um respeita seu espaço", frisou.

No jogo, Everton começou no banco de reservas, mas entrou logo aos 16 minutos no lugar de Diego Souza, principal jogador rubro-negro à época e que sentiu uma lesão no início da partida.

O que poderia ser sinal de problemas, virou solução e, com apenas dois minutos em campo, aos 18, Everton Felipe abriu o placar no Arruda, colocando fogo no confronto e deixando o Sport a um gol da classificação para a Final.

Na comemoração, Everton correu para o escudo do Santa Cruz e provocou a torcida tricolor, mas sequer chegou a pular as placar de publicidades, uma vez que foi segurado por seus companheiros de equipe e por um cartão amarelo aplicado por Péricles Bassols, que apitava a partida.

No segundo tempo, André marcaria o gol da classificação e após o apito final, não houve companheiros ou arbitragem que segurassem o meia rubro-negro de apenas 19 anos.

Ainda na beira do gramado, ele mostrou seu celular com milhares de mensagens de tricolores que o provocaram durante a semana, quando seu número acabou sendo vazado e aproveitou para provocar os rivais:

"Eu queria falar à torcida do Santa Cruz, que ficou me mandando mensagem a semana todinha, que eu tenho mais de 2 mil conversas, vou responder uma por uma hoje à noite e agradecer à motivação", disse em entrevista à Globo.

Sport 5 x 3 Santa Cruz pelo Brasileirão 2016; primeiro gol no clássico, vitória importante e rebaixamento tricolor

Em 2016, o Clássico das Multidões sofreu uma série de reviravoltas.

Se o primeiro semestre foi tricolor, com a conquista do então bicampeonato pernambucano sobre o Sport, em mais um jogo de volta da decisão na Ilha do Retiro e com o título da Copa do Nordeste contra o Campinense, que havia eliminado o Leão, o segundo semestre foi rubro-negro.

Além de vencer o jogo do primeiro turno, por 1 x 0, com gol de Edmilson, o Leão também venceu um dos confrontos mais emocionantes da história do clássico, sobretudo em se tratando de partidas válidas pelo Campeonato Brasileiro.

Entre essas partidas, o Tricolor eliminou o Leão da Sul-americana, o que esquentou ainda mais o clássico.

Após estar perdendo por 2 x 0, buscar o empate e sofrer um 3 x 2, com gol de Bruno Moraes aos 25 do segundo tempo, o Sport foi atrás de uma épica virada para 5 x 3, que veio com gols de RuizVinicius Araújo e, por fim, uma pintura de Everton Felipe.

O atacante rubro-negro saiu cara a cara com Tiago Cardoso, mas sem muito ângulo. O camisa 97 "tirou um coelho da cartola" e mandou belíssimo três dedos de cobertura para selar a vitória e marcar o seu primeiro gol no Clássico das Multidões, que para muitos é o mais bonito de sua carreira.

Na comemoração, Everton Felipe correu para o alambrado onde estava localizada a torcida do Santa e provocou os rivais.

Em entrevista, ele explicou o que lhe fez comemorar daquela forma:

"Sou torcedor do Sport desde pequeno e sei a emoção de um clássico. Tenho um respeito iemnso pelas torcidas do Santa Cruz e do Náutico, mas dentro de campo, quero dar o meu melhor. Estávamos engasgados pela Sul-americana e dentro de campo alguns jogadores deles ficaram provocando. Aquilo foi uma resposta e desabafo"

Tags

Autor