ARRUDA

Santa Cruz: Balanço coral é finalizado e enviado para o Conselho Fiscal antes de ser votado pelo Deliberativo

Único time de Recife sem ter enviado os números, tricolor do Arruda aguarda confirmação para que conselheiros possam votar

Imagem do autor
Cadastrado por

Nelly Sandra

Publicado em 31/05/2024 às 17:28 | Atualizado em 31/05/2024 às 17:39
Notícia

Após perder o prazo, a auditória do Santa Cruz finalizou o balanço fiscal e entregou para que fosse enviado ao Conselho Fiscal do tricolor. A decisão foi tomada pelo fato do time pernambucano estar em recuperação judicial. Após o Conselho Fiscal, as documentações estarão aptas para a votação do Conselho Deliberativo, formado por 600 conselheiros.

Em entrevista exclusiva para o repórter da Rádio Jornal, Leonardo Boris, o presidente do Conselho Deliberativo do Santa Cruz, Victor Tavares Pessoa de Melo, comentou que pretende aumentar o número de conselheiros para ter uma reunião mais democrática.

"Esse balanço já foi concluído, bem como a auditória. A gente submeteu ao Conselho Fiscal. Estamos aguardando o retorno de um parecer final deles para a gente conseguir tratar esse assunto a nível de Conselho Deliberativo", iniciou o presidente.

"Como o clube está em recuperação judicial, a gente tem todo esse cuidado. Para o bem, achamos melhor submeter está auditória para evitar uma publicação e republicação de ajustes" afirmou Victor Tavares Pessoa de Melo.

Veja também: Porcentagem de valor da bilheteria destinado ao SANTA CRUZ será decidido SOMENTE após amistoso; veja

Arruda elogiado pela CBF

Mesmo não estando apto para receber o jogo da Seleção Brasileira Feminina, o Arruda foi elogiado pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) devido aos cuidados que a parte patrimonial coral teve para receber as meninas do Brasil nos treinamentos. Todos os locais cedidos estão limpos, pintados e iluminados, além do gramado estar em ótimo estado, precisando de reparos simples para que possa receber jogos futuramente.

"O que eu entendi é que havia uma exigência do protocolo Série A, da CBF, que equivale ao FIFA e que pede que todos os vestiários tenham 12 chuveiros, oito pias e seis bacias sanitárias. Se a gente tivesse sido informado com antecedência, a gente atenderia outras exigências", comentou o presidente do Deliberativo.

"Mas acredito que não tenha sido possível pela data do evento, o que não diminui o tamanho e a grandiosidade do Arruda. E que as melhorias farão com que possamos receber jogos internacionais e da Série A", finalizou.

Tags

Autor